quarta-feira, 3 de junho de 2009

Aaahhh ... o amor!!

O único sentimento capaz de entortar a cabeça, dar giros de 180º, fazer você pensar em mudar de cidade, de país, de nome, de vida... Um fenômeno transformador, definitivamente.

As breguices, comuns em casais apaixonados, se tornam necessárias. Sim, porque não há cena mais cafona do que duas pessoas que ficam horas se olhando sem dizer nada, por exemplo. Completamente hipnotizadas. E ainda com aquele sorrisinho que chega a dar câimbra em quem vê. Argh!

A voz fica naturalmente melosa, os pensamentos automaticamente direcionados na imagem do outro a maior parte do tempo, os sacrifícios se tornam as tarefas mais banais, desde que seja feito para encontrar com a pessoa amada. O sono deixa de existir, as mensagens de celular e e-mails provocam sobressaltos, olhar de peixe morto, mais câimbra nas extremidades dos lábios... Um horror! Sem contar que nada mais acontece no mundo. O assunto se torna somente Ele (ou Ela). Coitados dos amigos que não tiverem pra onde correr. Terão que ouvir, gostar, "miar" junto e ficar falando "ai que lindo", "ai que fofo"...

Mas... quem disse que o casal liga??? Além de tudo, eles ficam fortes, invencíveis... ficam tudo. E, como são o suficiente um para o outro, dividem o belo sentimento do "danem-se vocês todos que se incomodam com a gente!".

Bom, mas essa é apenas uma das 32.564.154.654.14... visões sobre o que é, e como funciona o amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário