segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Se tiver que ser, VAI SER

Hoje é aniversário de casamento de uma amiga muito, muito querida. Aliás, como fui madrinha, vou comemorar a data contando pra vocês sua linda (e verídica) história de amor.

Para que vocês conheçam a história, para que vocês acreditem que o amor existe sim, mas sempre vem acompanhado de altos e baixos (e, por incrível que pareça, muitas vezes é o que faz valer a pena), e para que saibam que além de nada na vida ser por acaso, tudo que tiver que acontecer vai acontecer, mas somente na hora certa.

Bom, há dez anos atraz, quando Lili conheceu o amor da vida dela, o Lu, ela tinha 17 anos. Ficaram loucamente apaixonados e começaram a namorar. Em três semanas ela ficou grávida. Mas eles já não estavam mais juntos porque ela só descobriu a novidade na terça-feira seguinte ao sábado em que eles brigaram e terminaram (aliás, por fofoca de cidade pequena - um perigo).

Foi uma época muito dura. Enfrentar uma gravidez sozinha aos 17 anos não é mole. O cara acompanhava e participava de tudo e tal, mas não era a mesma coisa como ter um apoio exclusivo e em tempo integral. Enfim, nasceu a criança. E o momento que era pra ser o mais feliz na vida de Lili, foi manchado com a visita indesejada da namorada do pai da sua filha a tiracólo.

Um ano inteiro se passou. Lu ía visitar a criança quase todos os dias e os dois se davam muito bem como amigos. Até que, com essa convivência, o cara começou a conhecer Lili melhor. Livre de fofocas e estresses, ele a viu como mulher e como mãe da sua filha. E aí foi o reencontro deles. Após uma conversa informal, eles resolveram ficar juntos de novo. Ah, importante: por eles, e não pela filha. E depois de namorarem de novo, direito, se casaram com a filha deles como dama de honra (melhor impossível).

Pois é, e hoje eles não apenas continuam casados como também muito bem casados. Felizes. Com suas vidas encaminhadas, com mais uma filha e ainda um gato. Bem ao estilo comercial de margarina.
Na minha opinião, essa história prova que não importam quantas voltas o munde dê, o que tiver que ser vai ser.
E não importa o quanto você corra atrás ou lute contra. Se tiver que ser, vai ser m-e-s-m-o.


Nenhum comentário:

Postar um comentário