terça-feira, 10 de novembro de 2009

Em busca da Terra do Nunca

Possivelmente você já ouviu por aí o mantra "homens nunca crescem". Yes, mulheres procuram homens maduros! O que é, afinal, um homem maduro? Você diria que é um cara responsável, que não faz coisas "infantis"? Ou ainda um cara que saiba o que quer da vida, ou que não tenha medo de compromisso, que seja prudente, seguro, com emprego estável?

Você está procurando um homem com o perfil acima? Você acha que coisas como casar, completar a educação, ter um filho ou sair de casa são sinal da "maturidade"?. Pois eu disconcordo!

Homem sério e seguro? Prefiro um homem menino, que não seja sério o tempo todo, que se permita errar, que admita que sente medo (de casar, de ter filhos, de perder o emprego...) porque sabe que a realidade não é estanque, que a vida é incerta e que segurança é uma ilusão, porque isso sinaliza que ele tem medo, na verdade, de se acomodar, porque quer ter coragem de mudar quando estiver infeliz, porque quer ter a opção de não abandonar o videogame ou qualquer outra coisa "infantil" que o faça feliz só pra se adequar a imagem de "adulto" que mantém as aparências.

Mulheres também tem medo de casamento (não pensem que não!). E vai ver, é justamente por isso que queremos que os homens se mostrem seguros de sua decisão (por eles e por nós mesmas). Temos medo porque, no fundo, ninguém sabe o que vai querer ser pelos próximos 20 anos, e quando somos forçados a comprometer um futuro afetivo ou profissional por um prazo tão longo, sempre nos perguntamos se vai dar certo, como saberemos hoje o que vamos querer pro resto da vida, e isso assusta mesmo. O medo não precisa fazer ninguém desistir de casar, mas, não seria melhor aceitarmos que esse medo é, na verdade, um convite a cobrarmos menos um do outro, vivendo cada dia de uma vez, sem exigir essa segurança inabalável como se insegurança fosse sinal de falta de amor?

Mulheres tem essa mania de querer um homem que preencha todos os requisitos, que lhe dê segurança, que preencha sua própria existência, como se alguém fosse capaz de fazer isso por nós. E adivinha só: não é! Aliás, o que sobra de um homem que, pra lhe dar tudo o que você exige, tem que trabalhar dobrado, estar sempre a postos, assumir todas as responsabilidades e, enfim, viver pra preencher sua vida? Acho que não sobra muito...

Prefiro homens que podem não saber o que querem ser aos 20, aos 30 anos, porque talvez não consigam se encaixar no padrão social vigente, mas que sabem ser eles mesmos e sabem que tudo o que importa e a maior responsabilidade que temos é ser felizes e fazer felizes as pessoas que amamos.

Prefiro homens que sejam capazes de rir de si mesmos, que não sejam tão prudentes a ponto de se tornem incapazes de fazer coisas não planejadas, de serem espontâneos, de realizar um sonho, de mudar de vida, de viver uma aventura, de se arriscarem a viver a própria vida, de mudar de país, de emprego - tudo isso pra seguir o coração (de menino), mesmo quando aos olhos alheios não pareça a coisa mais prudente a se fazer.

Prefiro um homem que pode até não ter um emprego estável, mas ama aquilo que faz e se sente feliz e realizado quando chega do trabalho, porque isso é muito melhor do que ter ao lado alguém que odeia seu emprego "estável", se estressa e reclama o tempo todo, mas é incapaz de sair da posição de conforto e se torna um adulto medíocre.

Existem vários tipos de maturidade. E o homem maduro que eu gostaria de encontrar é, na verdade, aquele que entendeu que envelhecer e conservar o coração de menino não é se recusar a crescer ou amadurecer. Pode parecer meio contraditório - e é mesmo - mas, pra mim, quanto mais menino um homem for, mais maduro ele será.

Homens incapazes de alimentar sua criança interior se tornam adultos modificados pelo entorno, que tem medo de brincar e agir como criança, medo do que os outros vão pensar. Do lado de fora podem parecer sérios, seguros, maduros. Mas, na essência, não são nada além de homens que só cresceram em tamanho e em quem meninos de cinco aninhos são capazes de dar um banho.

2 comentários:

  1. Vou imprimir isso e espalhar pela cidade!!!!!! hauhauhauhauhauhauhauhauhauhauhauahuahau

    ResponderExcluir
  2. Apoiado! O dia que eu encontrar esse tal "homem-menino"... ui.... Aliás, só tem um homem seguindo esse Blog. Acho que tenho que fazer uma campanha pra aumentar a adesão de homens machos do sexo masculino que é pra usar o Blog como "ferramenta educativa", por assim dizer, heheheh. O que você acha?

    ResponderExcluir