segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Na balada

- Eu tava ali no bar, te olhando há um tempão e resolvi vir falar contigo.
- Teria sido melhor se você tivesse continuado só olhando.

7 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkk
    Em alguns momentos a vontade é de falar isso mesmo, mas por educação, escuto o que o rapaz tem pra falar ¬¬ ...

    ResponderExcluir
  2. Nesses casos eu sou a favor da não educação mesmo. Levando em consideração que quem chega com uma cantada dessas provavelmente não falará nada que preste, pra que perder tempo?

    ResponderExcluir
  3. Pô, coitado do cara.

    Quer dizer, se o cara for "malandrão-da-night" vai merecer ouvir.
    Mas e se ele for "tímido-na-segunda-vez-que-sai-à-noite-em-10-anos-e-tinha-se-achado-super-corajoso-pela-primeira-vez-na-vida"? Aí é sacanagem com o cara...

    hahaha exagerei nos "-"

    ResponderExcluir
  4. Eu sei que é difcíl ser homem. Ter que tomar atitude, ser macho provedor, ganhar bem, não poder ter sentimentos. Sei mesmo. Mas a criatura em questão era um fortinho que chegou me pegando pela cintura. Eu não me compadeço dessas pessoas.

    ResponderExcluir
  5. hauhauhauhauahu. Lu, vc ainda me derruba da cadeira com esses seus comentários!

    ResponderExcluir
  6. E aí reside TODA a diferença. Se fosse um cara com cara de "tímido-na-segunda-vez-que-sai-à-noite-em-10-anos-e-tinha-se-achado-super-corajoso-pela-primeira-vez-na-vida", talvez essa resposta não seria mesmo a ideal. Mas, no contexto da Lu, seria caso até de chamar os seguranças do local.

    ResponderExcluir