terça-feira, 11 de maio de 2010

Isso é só uma bunda II

Bem... o cidadão, como se estivesse numa loja de cristais, encosta em nossa heroína pra fazer a tal massagem como se ela fosse quebrar, ou como se tivesse alguma coisa contagiosa. Quando ela já achava que tudo estava perdido e que o jeito ia ser assistir Casablanca mes-mo, ela repara que o mocinho está olhando pra bunda dela.

Faíscas de esperança saltam dos olhos da menina! "Ele vai fazer alguma coisa!" - ela pensa. Dez segundos, vinte segundos, um minuto. NADA. Ela resolve dar um empurrãozinho:

Ela: Por que você está fazendo essa cara [uma cara de lascívia ao olhar minha bunda]?
Ele: Nada.
Ela: Fala
Ele: Você vai ficar chateada
Ela: Fala logo.
Ele: Você tem uma bunda linda!

Aleluia, havia vida naquele corpo!! Ele iria ele finalmente beijá-la tirá-la do coma! A-Ha! Pegadinha do malandro! Ele fez.... nada. Nada. Nada. Nadaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!

Num ato desesperado, nossa heroína diz: "Isso é só uma bunda, não precisa ficar só olhando, pode passar a mão". Agora me diz: a que ponto uma mulher em coma pode chegar, né?

O que vocês acham que o estrupício fez?

3 comentários:

  1. Eu acho que a mocinha deveria ter agarrado o mocinho, mas ela deve ter tido medo dele processá-la.
    (ainda bem que o firewall da Petrobras bloqueia essa foto. E minha fama, iria acabar onde?)

    ResponderExcluir
  2. Só consegui ver a foto (muito bem escolhida, por sinal...) Não li nada.

    ResponderExcluir
  3. Fingir que não estava nem aí...

    ResponderExcluir