sábado, 26 de junho de 2010

Dica para NÃO conseguir um namorado I

Dica nº 1: Quanto mais desesperada, mais encalhada. Assim como os cães farejam o medo, os homens sentem o cheiro de desespero de longe.

Nunca é tarde pra tentar desesperadamente desencalhar, não é mesmo? Pois a pessoa que vos escreve presenciou, em festa de casamento antes do último dia dos namorados, um ato desvairado de tentativa de desencalhamento seguido por lesão corporal.

Quando se trata de casamento (cerimonial, etiqueta e coisas do tipo) a única coisa que eu sei é que a mulher de vestido branco é a noiva. Então não é de se espantar que eu não fazia idéia do que se passa na hora que a noiva joga o buquê. Nesse momento da festa eu estava lá, arrastada por outra amiga que disse que se eu não era casada, tinha que ir pegar o tal buquê. Tô eu lá disfarçada no meio pra ninguém filmar esse mico, e eis que o buquê foi por livre e espontânea vontade parar na minha mão.

De repente, não mais que de repente, uma louca ensandecida com um penteado de Hebe Camargo pulou em mim, agarrou o buquê da minha mão pela parte das flores e estraçalhou o pobrezinho enquanto me arrastava junto pelo salão! Obviamente que eu soltei o buquê, afinal de contas, estou bem com meu atual e permanente estado civil: feliz ;-)

Enquanto eu me recuperava do braço roxo e do pulso torcido, a louca saiu pulando pelo salão com o buquê que se despedaçava no caminho, saltando de alegria como se carregasse nas mãos o próprio prince charming.

Gente, quanto desespero! Agora imagina: se ela faz isso por um buquê, o que não faria com um homem por uma aliança, né? Meninos, se vocês quiserem conhecer suas namoradas, levem-nas a uma festa de casamento!


2 comentários:

  1. Anonimo2 disse:

    Como foi vc que pegou o buquê pela vontade do destino, e não aquela doida desesperada, podemos crer que seu casamento está a caminho !?

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito que nada acontece por acaso, mas por enquanto, eu diria que a razão/motivo de eu atrair um buquê magneticamente ainda não me foi revelada. YES, eu penso em casar um dia - embora eu não tenha em mente nada mto espalhafatoso, já que e a minha ideia de casamento talvez seja pouco convencional. Enquanto isso não acontece, pretendo continuar aproveitando esse meu atual estado civil: FELIZ.

    ResponderExcluir