sexta-feira, 9 de julho de 2010

High Fidelity


Já disse por aqui que adoro os escritores que me deixam com uma sensação de "ei, eu sempre pensei assim, mas nunca expressei tão bem!". Nich Honby e seu Rob Gordon, de Alta Fidelidade, são bem por aí (aliás, super recomendo os livros do Nick Hornby. São sempre fáceis de ler no original e me fazer achar que meu inglês é espetacular). Ele(s) tem um raciocínio que é mais ou menos assim:


"Nas revistas femininas as mulheres estão sempre reclamando que os homens não gostam de preliminares, que preferem partir logo para o ato sexual em si. Que eles são desajeitados, egoístas e mal as tocam ou estimulam. Bom, eu acho isso muito irônico. Você passa uns bons três anos da sua vida, em uma fase importante para a formação da sua personalidad, em que tudo o que quer é ficar horas beijando e passando a mão numa menina e elas nunca deixam. E agora elas reclamam? Pelo visto, o casal perfeito é formado por uma leitora de Nova e um menino de 15 anos".

Um comentário: