sábado, 2 de outubro de 2010

Tire o seu sorriso do caminho que eu quero passar com a minha dor

Por que, no fim de um relacionamento, todas as músicas parecem falar de você(s)? O começo e o meio de um namoro não parecem render letras tão assertivas quanto o fim. Felipe, não existe um ditado que diz que um coração partido ao menos rende um bom samba?

Um comentário:

  1. Pô, vc pegou pesado comigo. Esse samba é um dos meus preferidos e eu toquei o mesmo por esses dias.

    E samba tem muito desse negócio de desamor e dissabor. Então, coração partido rende um bom samba sim. O Nelson Cavaquinho, autor do "A Flor e o Espinho", que é o samba do teu título, deve ter sido um cara que teve o coração partido várias vezes, porque ele praticamente só fez sambas "dor de cotovelo".

    ResponderExcluir