segunda-feira, 28 de novembro de 2011

501

Chega de 501 vinhos para beber, 501 livros para ler ou 501 discos para ouvir antes de morrer. Que tal pegar 501 caras antes de morrer? Confesso que fiquei surpresa quando vi que na minha lista só faltavam 500:

http://501caras.tumblr.com/

Confesso que fiquei com inveja de não ter tido a ideia de criar este site.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Tia Sukita

Metro. Na falta do que faer, fico observando um rapazinho bem apessoado. Quando o assento na sua frente fica vago ele me pergunta:
-A senhora quer sentar?
Eu querendo e sentar no colo dele e ele me chama de senhora. Sacanagem.

Trapiche e Ferradura

Sábado passado o povo do meu trabalho foi ao Trapiche Gamboa comemorar um aniversário. Uma amiga convidou mais duas: uma casada há quatro meses e outra recém-separada após onze anos de casamento. As meninas me adoraram (eu sou mesmo um amor) e, após muito falarmos de homem, naquele desejo humano de rotularmos as pessoas, me perguntaram:

- Qual a sua situação? Você tem namorado, marido, tá solteira?
- Eu tô tranquila com esse lance de relacionamento.
A resposta egípcia não satisfez. Papo vai, papo vem, me perguntam mais uma vez.
- E você???
- Ah, eu tô feliz.

Se eu dissesse que tinha qualquer tipo de compromisso, estaria mentindo. Mas achei que dizer que terminei um namoro relativamente longo e relativamente importante há relativamente pouco tempo tempo (valeu, Einstein!) sugeriria um sofrimento e uma perda que eu não estou sentindo. Ao mesmo tempo, "estar solteira", naquele lugar, também daria a impressão de estar na pista para negócio que também não é verdade. Essa foi realmente a resposta mais sincera que eu poderia dar. Eu sei que é muita filosofia durante uma caipvodka de cupuaçu, mas tem mais:

Sabiamente, já me disseram que o amor é como uma ferradura - os extremos estão mais perto entre si que entre o extremo e o meio, o ponto neutro. O oposto do amor não é o ódio - é a indiferença.

Terminar um relacionamento e ficar imediatamente com outra pessoa não quer dizer que você o esqueceu. Este comportamento serve para distrair ou provocar ciúmes ou - ou seja, para reafirmar a presença do ex em sua vida. Terminar e ligar para dizer que não quer mais saber dele só mostra que você quer saber dele.

Sim, eu sei que todos estes comportamentos são feitos no calor do momento - mas a questão é justamente não haver o calor do momento - ao menos um calor muito quente ou muito prolongado. Claro que se o cara é um sacana que, sei lá, te traiu com a sua própria irmã, realmente merece que você dê um escândalo quando descobrir e jogue um drinque na cara dele (já vi as duas coisas acontecerem).

Mas a maioria dos casos, felizmente, é formada por duas pessoas que decidem que as diferenças são maiores que as semelhanças. E vida que segue. Porque uma pessoa feliz, equilibrada e em paz sente tristeza e raiva com um fim de um relacionamento, mas nos outros 99% do tempo, está feliz, equilibrada e em paz, fazendo seja lá o que for, com ou sem namorado.

Para terminar, Rafael Nadal seminu. Just because.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Inteligência emocional


Nossa capacidade de reconhecer e lidar tanto com os nossos sentimentos quanto com o sentimento dos outros é o que psicologia descreve como inteligência emocional.

Em vez de escrever textos longos e cheios de insights, dessa vez irei direto ao ponto: se você tem um histórico amoroso de fracassos e vive com essa ladainha de que não encontra ninguém legal etc etc etc, entenda de uma vez por todas que a responsabilidade é SUA e desenvolva a capacidade de perceber e lidar com suas próprias questões emocionais, em vez de culpar sempre o outro. Isso é inteligência emocional e ninguém pode ser capaz de se relacionar bem - nem consigo mesmo e muito menos com o outro - num contexto de total ignorância sobre as próprias emoções.

Não importa se você se comporta como a namorada ideal ou se está no outro extremo sendo alguém movido a ciúme, possessividade, egoísmo e vaidade: se você continuar repetindo os mesmos padrões de comportamento, as mesmas atitudes sem um pingo de consciência do que está fazendo e à revelia do que gostaria de fazer, PRESTE ATENÇÃO. Não tem nada mais sem lógica e absurdo do que passar uma vida inteira repetindo as mesmas atitudes enquanto espera um resultado diferente.

Já dizia a vovó: Se plantou banana, não espere colher abacate.