quarta-feira, 25 de abril de 2012

Era uma vez no Metro

Minha amiga Zazá faz parte daquela crescente lista de mulheres lindas, inteligentes e gente boa que não conseguem encontrar um cara legal pra namorar, apesar de quererem MUITO.  Mas esse não é o assunto desse post. Assunto recorrente a gente deixa pra depois. A Zazá é apenas a protagonista da história do dia.

Um final de semana antes do carnaval ela estava vindo aqui pra casa, num sábado, pra nós nos arrumarmos e então curtimos um baile pré-carnaval. E quando ela chega aqui em casa, aos risos e gargalhadas, ela me fala a seguinte frase:

"Gabi, você não vai acreditar no que eu fiz agora. E foi graças a você. Eu imaginei que você faria o mesmo, ou me falaria pra fazer, e fiz."

Nesse momento, apenas um sentimento: MEDO!

A Zazá estava vindo de metro e viu um cara gracinha sentado no mesmo vagão. Ele estava com uma amiga, que ela se certificou que era pelo jeito que eles estavam juntos, apenas conversando. Ela ficou reparando, achando ele uma gracinha, imaginando os dois no cinema... normal. Ele desceu algumas estações antes da Zazá. Então ela começou a pensar mil coisas, até que teve a brilhante ideia de deixar o destino agir. Se a garota, amiga do carinha, saísse na mesma estação que ela, iria perguntar sobre o cara. Eis que as duas descem na estação Botafogo. E lá vai a Zazá.

- Oi, tudo bem, eu sou a Zazá... é... é que eu reparei no menino que estava com você no metro... eu queria saber se ele é comprometido ou algo assim... você não é namorada dele não, né?"

-Não, imagina, é só meu amigo. Ele é meu amigo de cursinho e suuuuper gente boa.

- Que bom! Então, se eu te desse meu contato, você entregaria pra ele?

- Claro!! Pode deixar! (A mulherada logo se empolga com o próximo roteiro de sucesso da Disney)

Pois bem, eu realmente não sei de onde ela tirou que eu faria uma coisa dessas. Mas devo admitir que achei a atitude super digna. Merecedora de prêmio. Foi muita coragem. E ainda que não desse em nada, já tinha valido a pena.




EPÍLOGO

O carinha depois mandou mensagem pra ela. (Uhuuuuu, o plano deu certo!!) Eles marcaram de ir ao cinema juntos, se encontraram, se beijaram, mas no final ele se mostrou mais uma peça fraca como as muitas outras que estão disponíveis no mercado do status Relacionamento Sério. Não, ele não é mau caráter, só fraco mesmo. Não quis brincar. Ah, e não se trata de ser gay também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário