quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Eu não me apaixonei por você


Eu não estou apaixonada por você. Já chequei várias vezes, só pra ter certeza. Não acho que conte o fato de o meu coração acelerar só um pouquinho quando eu recebo uma mensagem sua no celular, porque eu sinto o meu coração estressar também quando meu chefe me manda mensagem às 22:00 marcando reunião para as 17:00 no dia seguinte, no centro. Então acho que a possibilidade de eu estar apaixonada por você está descartada.

Não posso estar apaixonada por você só porque eu sinto tanto sua falta quando você não está comigo. Eu também sinto falta da minha infância, da minha primeira bicicleta e dos amigos do colégio. Todo mundo sente falta de alguma coisa, então sentir saudade não é parâmetro, certo?


Eu admito que gosto do seu beijo e que gosto do jeito que você segura a minha nuca. Eu adoro encostar a minha cabeça no seu ombro e fazer carinho nas suas costas. Gosto do jeito que você me olha como se eu não fosse de verdade e do jeito que você implica comigo e me contraria o tempo todo, só por esporte. Adoro o jeito que você me faz rir. Mas a gente conhece tantas pessoas que gostam de tudo isso em alguém, e nem por isso a gente pode afirmar que essas pessoas estão apaixonadas.

Eu não devo estar apaixonada por você, porque eu não quero que você mude. Todo mundo sabe que o sinal universal das pessoas que estão apaixonadas é querer que o outro mude, nem que seja só um pouquinho. Mas como eu não quero que você faça dieta e fique logo sarado, que pare de ser tão dramático e que mude urgente de guardarroupa ou ainda que pare de jogar videogame, então é certo que não estou mesmo apaixonada por você. É meio que oficial até.

Eu confesso que cheguei a ficar em dúvida ontem, porque nos falamos o dia inteiro e me deu uma sensação absurda de que se eu batesse com a cabeça e perdesse toda a minha memória, ainda assim, de alguma forma, eu ia lembrar de você. Mas todo mundo sabe que eu sou maluca e isso foi só um pensamento que devia estar pairando no ar e se chocou com a minha cabeça. A gente nunca sabe de onde vem essas ideias.  


Mas não se preocupe, porque eu não estou apaixonada por você. A não ser que eu esteja. Mas eu NÃO estou. O que eu sinto por você é completamente desprovido de lógica e eu jamais conseguiria explicar. O que eu sinto por você ainda não foi inventado, não é paixão e definitivamente tem outro nome

2 comentários: